Skip to main content

Seja na vida pessoal ou profissional, costumamos ter padrões, pessoas, marcas e negócios que inspiram e servem como base do que desejamos fazer ou ter.

Isso é normal entre as empresas, a comparação serve como base para medir o valor do que é criado.

Nesse sentido, o benchmarking atua como uma ferramenta valiosa, a qual responde questões fundamentais de desempenho e qualidade em relação à concorrência. A palavra benchmarking vem do inglês benchmark, que significa referência.

Tal referência proporciona o estudo da concorrência, gerando insights valiosos para a melhora dos resultados.

Por isso, nesse texto, trouxemos 4 estratégias de benchmarking que você precisa conhecer. Além disso, veja como essa ferramenta funciona e todos os benefícios que ela pode proporcionar ao seu negócio.

Veja os tópicos que separamos:

  • Como o benchmarking funciona?
  • Por que essa estratégia é tão importante?
  • 4 estratégias de benchmarking
  • Benefícios da ferramenta

Como o benchmarking funciona?

O benchmarking se define como um processo de pesquisa entre empresas que atuam no mesmo setor para verificar seus processos, produtos e serviços, analisar o desempenho de cada um deles.

Essa é uma tarefa de monitoramento de mercado, que permite a identificação de fatores que possam impactar a performance da empresa, aspectos que enfraquecem a marca em relação aos concorrentes, entre outros pontos de melhoria.

Mas, além dos pontos de melhoria, a ideia/ferramenta também permite verificar o quão bom é o serviço prestado pela empresa e os motivos que a tornam relevante.

O benchmarking proporciona ainda que surjam novas ideias, a partir dos estudos que outras empresas conceituadas têm feito, para alcançar o sucesso.

Assim, esse tipo de estudo fornece dados para que sejam analisados, favorecendo a otimização da performance no mercado.

Por que as estratégias de benchmarking são tão importantes?

Fazer comparações, ao contrário do que muita gente imagina, é algo natural e saudável. Para crescer em um nicho, devemos sempre verificar como devemos posicionar nossa marca, como estabelecer processos e, nada mais natural, do que buscar essas informações com quem já atua na área.

Assim, a estratégia de benchmarking exerce papel essencial para direcionar o negócio, verificar as qualidades e os processos que precisam ser aprimorados. É uma ferramenta importante para a evolução do negócio.

Isso não significa copiar, mas sim entender as estratégias que a concorrência tem aplicado no intuito de elaborar métodos novos ou melhorar a aplicação desses recursos em sua empresa.

Vale ressaltar que o benchmarking permite que a empresa sempre esteja atualizada das tendências do mercado, podendo ainda destacar para seu público as qualidades de sua empresa em relação às concorrentes.

4 estratégias de benchmarking

Para colocar essa estratégia em ação, é fundamental entender os tipos que podem auxiliar sua empresa. Veja as 4 estratégias:

1. Benchmarking competitivo

Essa é uma das estratégias de benchmarking mais comuns, a qual utiliza a análise de concorrência como parâmetro de comparação.

Aqui, o objetivo é entender os resultados de uma determinada empresa ou serviço/produto, que possuem uma disputa direta com os clientes de sua empresa.

Nesse caso, as informações mais amplas como faturamento, crescimento, estratégias de marketing etc. são usadas, já que as informações internas não ficam à disposição.

2. Benchmarking genérico

Na estratégia genérica, o estudo não precisa ser feito entre empresas que disputam o mesmo público. No entanto, é importante que existam pontos em comuns no modelo de operação.

Em alguns casos, as empresas podem não oferecer o mesmo produto. Contudo, podem ter processos como referência. Um exemplo, é a logística de entrega de compras online. Esse parâmetro pode ser comparado mesmo em empresas que não são concorrentes.

3. Benchmarking funcional

Já a estratégia funcional é ainda mais abrangente, podendo ser feita com empresas que tenham segmento e operações totalmente diferentes.

Por isso, pode ser feito com estudos mais gerais, como gestão financeira ou funcionamento dos recursos humanos.

4. Benchmarking de cooperação

Como nesse caso, as empresas podem fechar parcerias para a troca de informações e experiências. Assim, podem fazer um levantamento de estratégias e cases, podendo crescer juntas.

Benefícios de utilizar estratégias de benchmarking

Como vimos, o benchmarking ajuda a compreender o mercado, mas também ajuda a gerar insights para novas etapas. Contudo, existem outros benefícios que podemos listar. São eles:

  • Melhora a qualidade organizacional;
  • Ajuda a diminuir erros;
  • Ajuda a identificar os principais objetivos, qualidades e prioridades de melhorias;
  • Amplia os horizontes de perspectivas dentro do mercado.

Portanto, busque a melhor estratégia de benchmarking e usufrua das vantagens em sua empresa.

E se você ainda tem dúvidas de como desenvolver, diagnosticar e planejar as oportunidades em seu negócio, entre em contato com a gente. A Smart3 está te esperando com as melhores soluções.

 

 

 

 

FALE CONOSCO!

3 Comments

Leave a Reply

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.